Quarta, 08 Agosto 2018 15:40

Nota da Vigilância Sanitária sobre escorpiões

Escrito por 
Nota da Vigilância Sanitária sobre escorpiões

Em atenção às publicações referentes ao aparecimento de Escorpiões, a Superintendência de Vigilância Sanitária e Epidemiológica informa aos munícipes que, ao encontrarem o referido vetor, deverão procurar a sede do Controle de Endemias e Arboviroses, sito na Praça Olavo Bilac s/n, a fim de registrarem a notificação para que os trabalhos de campo sejam efetivados através de vistorias junto ao imóvel do notificante e imóveis adjacentes.

Aproveitando o ensejo para orientar quanto as medidas de controle que podem ser dotadas pelo próprio munícipe, a saber:

  • Manter limpos quintais e jardins, não acumular folhas secas, nem lixo domiciliar;
  • Não jogar lixo em terrenos baldios;
  • Limpar terrenos baldios situados a cerca de dois metros das redondezas dos imóveis;
  • Evitar a formação de ambientes favoráveis ao abrigo de escorpiões, como obras de construção civil, superfícies sem revestimento, umidade, etc...;
  • Remover periodicamente entulhos de construção e lenha armazenados;
  • Evitar queimadas em terrenos baldios, pois desalojam os escorpiões;
  • Remover folhagens, arbustos e trepadeiras junto às paredes externas e muros;
  • Manter caixas de gorduras bem vedadas, para evitar a passagem de baratas e escorpiões;
  • Rebocar paredes internas, externas e muros para que não apresentem vãos ou frestas;
  • Vedar soleiras de portas com rolos de areia ou rodos de borrachas;
  • Reparar rodapés soltos e colocar telas nas janelas;
  • Telar as aberturas dos ralos, pias ou tanques;
  • Manter todos os pontos de energia e telefone devidamente vedados;

A aplicação de produtos químicos de higienização e de produtos utilizados como inseticidas, raticidas, mata-baratas ou repelentes do grupo de piretróides e organofosforados, não são indicados por causarem o desalojamento dos escorpiões para locais não expostos à ação desses produtos, aumentando o risco de acidentes. Além disso, cria-se a falsa sensação de proteção por parte dos moradores que acreditam que o problema foi resolvido, passando a negligenciar o trato com o ambiente.

Embora haja no mercado inseticidas destinados aso controle de escorpiões, até o presente momento, o Ministério da Saúde não adotou nenhum desses produtos como parte integrante do protocolo de manejo e controle de escorpiões que possa ser utilizado na saúde pública.

© 2015-2019 | Prefeitura Municipal de Jardinópolis - Praça Dr. Mário Lins, 150 - Centro
Horário de Funcionamento: Das 8h às 11h e das 13h às 16h.